Show simple item record

dc.contributor.authorCunha, Maria dos Anjos Beirigo
dc.coverage.spatialUniversidade de Ribeirão Preto - UNAERPpt_BR
dc.date.accessioned2022-04-27T18:10:18Z
dc.date.available2022-04-27T18:10:18Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unaerp.br//handle/12345/439
dc.description.abstractO objetivo deste estudo foi propor uma metodologia para o aproveitamento de subprodutos da Indústria de Confecção do Vestuário por meio da reutilização de resíduos sólidos com fins didático-pedagógicos a partir de uma pesquisa empírica laboratorial, com um software especializado em vestuário, realizada no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Campus de Divinópolis/MG. Para a identificação dos fatores que afetariam o desenvolvimento da metodologia proposta, foi utilizada a análise combinatória e a ferramenta SWOT. O software aplicado possibilitou levantar o quantitativo de resíduos gerados em seis mapas para o corte de tecidos com diferentes tipos de peças do vestuário. Os resultados mostraram a quantidade de resíduos gerados, o aproveitamento de subprodutos para ser utilizado como material didático-pedagógico em cursos de Moda e Vestuário e a redução na geração de resíduos sólidos. A cada mil camisas femininas e masculinas mangas longas e curtas, produzidas com o tecido tricoline 100% algodão e com gramatura média de 110 g/m2 , são gerados cerca de 710 m2 de resíduos sólidos e uma média de 78,1 kg. A cada mil camisetas femininas e masculinas, produzidas com o tecido de malha 100% algodão e com gramatura média de 150 g/m2 , são gerados cerca de 380 m2 de resíduos sólidos e uma média de 60,8 kg. Os percentuais da redução na geração de resíduos foram de 16,67% para a camisa masculina mangas longas, 21,19% para a camisa feminina mangas longas, 19,53% para a camisa masculina mangas curtas, 37,50% para a camisa feminina mangas curtas, 45,64% para a camiseta masculina mangas curtas e 47,10% para a camiseta feminina mangas curtas. No que tange ao aproveitamento de subprodutos, a cada 8 mil peças produzidas proporcionalmente aos tipos de peças analisadas, em tecido plano, estima-se a reutilização de cerca de 160 m2 e a produção de mil máscaras de tecido duplo, 26 mil lapelas redondas, 15 mil lapelas angulares, 8,5 porta-alfinetes pequenos, 7,5 mil porta-alfinetes do tamanho médio e 34 mil quadrados para atividades diversas, o que significa a reutilização de 17,6 kg de resíduos sólidos. Para cada 8 mil peças de tecido de malha, estima-se a reutilização de cerca de 180 m2 e a produção de 2 mil porta-alfinetes pequenos, 14 mil porta-alfinetes do tamanho médio, 8 mil cuecas infantis, mil calcinhas infantis e 8 mil quadrados para atividades diversas, o que significa a reutilização de 28,8 kg de resíduos sólidos. Por meio desta pesquisa, espera-se contribuir com as demandas de sustentabilidade e com o desenvolvimento de uma economia verde de um setor emergente, a Indústria de Confecção do Vestuário, que busca por novas tecnologias e por uma educação focada na preservação ambiental, atualmente debatida em todo o mundo.pt_BR
dc.format.extent217 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectResíduos sólidospt_BR
dc.subjectSustentabilidadept_BR
dc.subjectResíduos sólidos - Reusopt_BR
dc.titleSubprodutos da indústria de confecção do vestuário: uma metodologia para a reutilização de resíduos sólidos com fins didático-pedagógicospt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.advisorLeite, Wellington Cyro de Almeida


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantenedor
UNAERP
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons