Show simple item record

dc.contributor.authorQuaranta, Tarcísio
dc.coverage.spatialUniversidade de Ribeirão Preto - UNAERPpt_BR
dc.date.accessioned2022-03-04T16:55:25Z
dc.date.available2022-03-04T16:55:25Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.unaerp.br//handle/12345/418
dc.description.abstractO objetivo do presente estudo foi analisar comparativamente, a distribuição de tensões nos conjuntos osso-implante-conector protético, utilizando implantes de diâmetro reduzido e convencional, por meio do método de elementos finitos tridimensional (MEF-3D). A partir de imagens microtomográficas de 6 diferentes implantes e conectores protéticos, foram criados modelos virtuais, com os conjuntos inseridos digitalmente em cilindros ósseos padronizados, por meio do software Rhinoceros, compondo assim os grupos: FAC- Facility e Micro Pilar; BLE- Bone Level e Multi-base; BLT- Bone Level Tapered e Multi-base; TIT- Titamax e Micro Pilar; ALV- Alvim e Micro Pilar, TIX- Titamax e Micro Pilar. No programa de elementos finitos foi gerada a malha dos modelos, determinadas as condições de contorno (x=y=z=0) e realizada a aplicação da carga axial de 200 N para simular as condições de forças mastigatórias. Foram obtidos os mapas e valores de tensões de von Mises e tensões principais máxima e mínima (MPa). A análise dos resultados quali/quantitativos demonstrou maior concentração de tensões nos grupos em que os implantes possuíam menor diâmetro e macrogeometria cônica, localizadas nas superfícies de contato entre implantes e conectores protéticos e apical dos implantes. Com relação ao tecido ósseo foi observada maior concentração de esforços no osso medular próximo a região apical dos implantes e de valores reduzidos na cortical inferior, com perfil de distribuição semelhante independente do diâmetro dos implantes. Concluiu-se que os valores de tensões de von Mises foram inferiores à tensão de escoamento e que o aumento no diâmetro dos implantes reduziu os valores de tensão nos implantes e conectores protéticos, com exceção do BLT. O perfil da distribuição das tensões no tecido ósseo foi semelhante em todos os grupos, com valores máximos próximo do ápice do implante.pt_BR
dc.format.extent52 f.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectOdontologiapt_BR
dc.subjectImplantodontiapt_BR
dc.subjectBiomecânicapt_BR
dc.subjectImplantes dentáriospt_BR
dc.titleAnálise comparativa da distribuição de tensões nos conjuntos osso-implante-conector protético, entre implantes de diâmetros reduzido e convencional, por meio do método de elementos finitospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.advisorAlfredo, Edson


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


Mantenedor
UNAERP
Plataforma
DSpace
Desenvolvido por
Digital Libraries
Licenciamento
Creative Commons